MENU PRINCIPAL

segunda-feira, novembro 21, 2011

VIAGEM VILA BELA DA SANTÍSSIMA TRINDADE-MT (NOVEMBRO/2011) - PROJETO REPRESENTAÇÕES ICONOGRÁFICAS DA CULTURA QUILOMBOLA DO VALE DO GUAPORÉ: MITOS E RITOS



VIAGEM DE MOTO À VILA BELA DA SANTÍSSIMA TRINDADE PARA COLETA DE DADOS E PESQUISA SEMIÓTICA
ABAIXO SEGUE PROJETO E RELATO DA VIAGEM DE MOTO DIA A DIA - ACOMPANHE...


PROJETO REPRESENTAÇÕES ICONOGRÁFICAS DA CULTURA QUILOMBOLA DO VALE DO GUAPORÉ: MITOS E RITOS

O presente projeto consiste em duas etapas, a serem cumpridas no município de Vila Bela da Santíssima Trindade. As duas etapas podem ser compreendidas da seguinte forma:
1 – primeira coleta (preliminar) de dados visuais, sonoros e históricos de representações iconográficas da cultura quilombola restante, a partir de fontes confiáveis de líderes e/ou ativistas da causa e manutenção da identidade quilombola. Esta primeira viagem será realizada entre os dias 22 a 25 de Novembro de 2011. E a produção científica dar-se-á até fevereiro de 2012.
2 – segunda etapa consiste no registro da festa do divino, congada e outras manifestações típicas da cultura afro no período de festejos da comunidade vilabelense, no mês de julho de 2012. E a produção científica dar-se-á em outubro de 2012.


O objetivo principal do projeto é coletar dados in loco, a partir da vivência local e de registros das entrevistas a fontes primárias ou confiáveis, que possibilitem a construção semiótica da identidade cultural quilombola do Vale do Guaporé, materializada em um artigo científico.

Objetivos específicos:
- Construir um pequeno inventário e catálogo de experiências e dados Culturais / Iconográficos confiáveis da cultura quilombola.
- A partir dos dados e experiências, aplicar um discurso semiótico com vistas a antever a identidade local da cultura quilombola e suas relações inter-semióticas.
- Produzir um artigo científico com os resultados dos dados e análises;

METODOLOGIA
Coleta de Dados: (entrevistas abertas e semi-estruturadas, registros e vivência)
- Registro fotográfico do locus de vivência da comunidade;
- Registro fotográfico da arte e qualquer outra reprodução iconoclasta da cultura quilombola.
- Registro de entrevista com líder / líderes da Associação Quilombola ou representante direto;
- Registro de entrevista aberta com três fontes primárias remanescentes / líderes ou representantes confiáveis;

Delimitação dos dados:
- Relação histórica de Vila Bela
- Marcas iconoclastas culturais de Ritos (personificações, santos, culinária) e mitos (historicidade, figuras e lendas);
Ambos os dados adquiridos por meio de narrativas ou micro-narrativas.

Tratamento dos dados:
As entrevistas podem convergir em relatos livres, que deverão ser transcritos e analisados qualitativamente; a partir das narrativas ou micro-narrativas, extrair e compilar os registros e informações pertinentes à análise semiótica.
Aplicaremos o método semiótico de análise, a partir da semiótica americana: ícone, índice e símbolo, procurando construir as identidades aplicando conceitos da semiótica estruturalista étnica.

2 comentários:

Anônimo disse...

A flexibilidade é uma das artes que revela a cada dia sua identidede como pesquisador . Parabéns professor Romulo

Prof. Romulo Giacome O Fernandes disse...

Fico lisonjeado pelo elogio. Abraços